Guimarães na Guerra dos Tronos

0

Se a Guerra dos Tronos acontecesse em Portugal, Guimarães tinha a casa Stark.

São os verdadeiros defensores do Norte, impõem-se, marcam posição. Ensinam o bairrismo de geração em geração, sem nunca o perceberem. Conta-nos a história que em tempos ameaçaram os capitalistas do Sul, «aqueles Lanisters, filhos d’um raio» que tinham tudo e mais alguma coisa. Mas o poder económico vale mais do que os valores humanos e a capital de Westeros continua a ser King’s Landing.

«Mas se o rei nasceu mesmo cá, há que reclamar isso». Calma, porque foi tentado. Por várias vezes se conseguiu títulos, distinções ou pequenos prémios que nos fizeram acreditar numa independência do sul, sem grandes sucessos. Pois temos vizinhos, aqueles que se dizem religiosos, que habitam nas torres, que fizeram assassinar o nosso filho e nossa mãe, que fugiram das batalhas deixando-nos sozinhos contra os antigos mouros das terras desconhecidas, aqueles que nos chamam de duas caras. Pois, mas tentaram abafar-nos a CEC, tentam falar por cima e em nosso nome, sem grande êxito. Felizmente somos de raça!

Ainda assim, há outros vizinhos, aqueles do lado direito, os Dothraki, aqueles que outrora foram donos disto até perceberem a valentia que aqui habita.

Continuemos pois, a defender as nossas muralhas, aquelas que nos separam de muitos perigos… Viva Guimarães, viva os Stark!

Share.

Comments are closed.