Guimarães no caminho de “Cabul”

0

É apenas em Outubro, mas já dá que falar. O coreografo Rui Horta regressa à cidade berço para apresentar um novo espectáculo denominado de “Cabul”.

Esta criação, que terá estreia absoluta em Guimarães, é uma adaptação da obra de Heiner Müller, “A Missão”, e mostra um homem em confronto com os seus medos e limites. “Um homem tem uma missão que procura obsessivamente cumprir, missão essa que adivinhamos nos interstícios da acção. Sem um interlocutor claro e sem um objectivo definido, o seu percurso leva-o a confrontar-se com ele mesmo, com os seus medos e com os seus limites”, fala o coreografo lisboeta.

O bailarino Rui Horta preparou esta peça de maneira pouco ortodoxa, colocando a orquestra no centro da peça a interpretar Morton Feldman entre-cruzado com um monólogo no corpo e na voz do actor Pedro Gil.

“Cabul” tem criação, encenação e desenho de luz assinados por Rui Horta, direcção musical de Pedro Amaral com interpretação da Orquestra Metropolitana de Lisboa, figurinos de Nuno Nogueira, direcção técnica de Tiago Coelho e direcção de produção de Pedro Pires.

No dia 30 de Outubro, no Centro Cultural Vila Flor, e de 3 a 6 de Março de 2016, em Lisboa,serão os únicos locais onde esta obra subirá a palco.

Share.

Comments are closed.