Visitas à Torre da Alfândega serão uma realidade

0

Sempre se olhou de baixo para cima mas no futuro irá ser possível observar Guimarães de cima para baixo do tão conhecido “Aqui Nasceu Portugal”. Projecto de requalificação está concluído e a proposta será submetida a apoios comunitários.

Um dos ex-libris de Guimarães, a Torre da Alfândega, terá um novo motivo de atracção turística. Um elevador panorâmico com vista para todo o interior da torre e uma exposição das muralhas defensivas vimaranenses, são alguns dos projectos iniciais para o futuro equipamento turístico. Pessoas com mobilidade reduzida também vão poder visitar um dos símbolos da identidade de Guimarães e do país.

A par deste projecto e com as mesmas características, será também requalificada com os mesmos materiais (ferro, granito e madeira) a extensa muralha que liga o Museu de Alberto Sampaio e o interior da avenida com o mesmo nome. Estes dois projectos, já com parecer favorável da DGPC – Direção Geral do Património Cultural, serão candidatados ao programa comunitário Portugal 2020, conjuntamente com a Casa da Rua Nova e o projecto “Hereditas – Inventário do Património de Guimarães”.

O “Hereditas” terá como função reunir todo o património do concelho com o objectivo de disponibilizar publicamente toda a informação sobre os recursos existentes. Já a Casa da Rua Nova, será um Centro Interpretativo do Centro Histórico onde as pessoas poderão conhecer as metodologias e técnicas adoptadas na sua reconstrução, que o tornam numa referência de boas práticas ao nível da reabilitação.

Share.

Comments are closed.