Guimarães define cinco linhas de apoio às artes

0

A autarquia vimaranense quer mapear o setor cultural, dar apoio à criação e atividades, criar uma biblioteca e agenda cultural, programar em espaço público e open-call para as celebrações do 24 de Junho e Gualterianas.

Depois de apresentar o IMPACTA, Guimarães tem mais desafios para a comunidade artística local com dois open-calls a projetos culturais para as importantes datas da cidade e também para apresentação no espaço público. Nas próximas semanas algumas destas iniciativas serão apresentadas com mais detalhe.

Abaixo podes consultar algumas das especificações de cada uma das linhas definidas pela divisão da cultura do Município de Guimarães.

IMPACTA
Guimarães já definiu a data limite para a apresentação de propostas do IMPACTA, o novo modelo de apoio a projetos culturais possivel de ser concorrido em nome individual ou coletivo e que veio substituir o antigo RMEHCAR. Esta linha de apoio à criação, circulação, apresentação e investigação tem data limite de candidaturas até 29 de maio. O orçamento para este programa está estimado em 300 mil euros.

MAPEAMENTO DO SETOR CULTURAL E CRIATIVO
Conhecer todo o tecido criativo e artístico vimaranense é um dos objetivos da autarquia para conseguir dar resposta à crise provocada pelo Coronavirus. Nesta base de dados irão constar todos os artistas, técnicos, produtores, agentes culturais, empresas e profissionais do setor das indústrias criativas. Também as associações culturais serão questionadas sobre o seu estado atual no que toca ao desempenho e atividades regulares.

PLATAFORMA COM AGENDA E BIBLIOTECA DE CONTEÚDOS
Autarquia e Oficina estão já a trabalhar na recolha de conteúdos para estarem disponíveis para consulta aberta. No futuro, estas duas entidades vão também começar a captar novos espetáculos com recurso a empresas locais de modo a estarem também disponíveis online. Na plataforma estarão espetáculos, exposições, visitas guiadas, conteúdos exclusivos, “behind the scenes” e agenda dos espaços públicos.

OPEN-CALL (DES)CONFI(N)AR
Guimarães quer fazer regressar as pessoas ao espaço público. Apesar das medidas de desconfinamento em Portugal, há ainda algum receio por parte dos residentes em voltar a uma “nova normalidade”. No entanto a cidade berço desafia os artistas a criarem iniciativas para promover o espaço público com 50 mil euros para 10 projetos.

OPEN-CALL 24 DE JUNHO E GUALTERIANAS
Duas das mais importantes datas da cidade vão sofrer alterações aos seus modelos de celebração. O 24 de Junho, conhecido como Dia 1 de Portugal, deverá contar com novas valências assim como todo o programa das Festas Gualterianas. Os artistas e criativos terão aqui um papel fundamental para repensar as celebrações dadas as circunstâncias da pandemia do Coronavirus.

Share.

Comments are closed.