Centros históricos sem IMI. Guimarães incluído

0

O Governo aprovou a isenção do Imposto Municipal sobre Imóveis nos centros históricos classificados pela UNESCO do qual Guimarães faz parte.

Está aprovada a isenção do IMI nos edifícios de centros históricos com classificação da UNESCO. A nova medida entrará em vigor no imediato e segundo o JN os proprietários terão de provar que habitam no prédio em questão.

Os moradores poderão fazer o pedido de isenção às autarquias e obter um documento na sua Direção Regional de Cultura que no que lhe concerne dará o aval às Finanças.

Nesta medida constam os centros históricos do Porto, Guimarães, Évora, Sintra, Angra do Heroísmo, Óbidos e Elvas que contabilizam um total de 20 mil prédios e um retorno financeiro de 5 milhões de euros para os Municípios.

Share.

Comments are closed.