Meio milhão de pessoas nos equipamentos culturais em 2018

0

Os dados de informação turística de 2018, na cidade berço, apresentam um aumento considerável na afluência aos postos de informação turística, equipamentos culturais e ocupação da hotelaria.

Os dados estão lançados. 2018 foi um ano que se assemelhou ao melhor ano que a cidade berço conheceu: 2012. Durante a Capital Europeia da Cultura, a cidade registou um crescimento na afluência de público aos equipamentos culturais nunca antes visto. 2018 foi o ano da redenção e de afirmação para Guimarães a nível cultural com 523 852 entradas.

Os equipamentos culturais, como a Casa da Memória ou o museu da Plataforma das Artes, o aumento foi de 3,8% em relação ao ano anterior garantindo assim públicos de diferentes países como o português, o espanhol, o francês e o brasileiro.

No sector da hotelaria este foi o ano onde se viu um maior impacto com números a rondar os 63,6%. Desse número, 73% dos turistas pernoitaram entre os meses de Abril e Outubro, sendo o factor da sazonalidade critico para a economia regional e também nacional.

Também os Pontos de Turismo da cidade revelaram um número crescente na procura de informação. Mais de 80 mil pessoas perguntaram por informações nestes pontos, uma diferença de 34 mil turistas em relação ao ano de 2013 e 5 mil a 2017.

O Municipio de Guimarães afirma estar a fazer um trabalho constante na captação e atracção turística nos últimos anos com incidência nas vertentes do património edificado e cultural.

Share.

Comments are closed.