Com Guimarães entre os destaques, Portugal aparece no top 10 mundial de turismo para negócios

0

Portugal está ao lado de potências mundiais do turismo no novo ranking divulgado pela Associação Internacional de Congressos e Convenções. A ICCA, como é abreviada na sigla inglesa, teve em conta o último ano e classifica os países que mais recebem congressos, eventos internacionais e eventos de grande porte. E Guimarães tem uma importância significativa em tal história.

Com os Estados Unidos a liderar o ranking, que foi lançado oficialmente na última Segunda-feira, Portugal aparece como a única novidade no top 10, pois na lista de 2015 o país luso ocupava a 12ª posição. Com a nova colocação, países famosos como Austrália, Brasil e Áustria ficaram atrás de Portugal.

Empatado com Canadá, na frente de Portugal estão Países Baixos, Japão, China, Itália, Espanha, França, Reino Unido, Alemanha e Estados Unidos, respectivamente. Desses, Portugal é o país com menor população (10,3 milhões).

Para compor o ranking da ICCA, é preciso atender uma série de requerimentos. O evento precisa ser idealizado por alguma organização, e com pelo menos 50 delegados. Além disso, as regras são rígidas, e esse evento obrigatoriamente necessita passar por mais três países.

Este ranking é muito respeitado pela comunidade internacional dos negócios, e já existe há muitos anos. “Mais uma vez, nosso relatório fornece evidências claras da resiliência e do crescimento contínuo de longo prazo do setor de reuniões de associações internacionais”, disse Martin Sirk, CEO da ICCA.
Entre as cidades lusas que mais se destacaram, não poderia ser diferente do que Lisboa e Porto. Quase metade dos eventos de grande importância aconteceram na capital portuguesa, no ano passado. Junto com Porto, as duas cidades representam 73% do ranking composto por Portugal.

Apesar do Porto e Lisboa a representar boa parte dos 287 eventos que aconteceram no país em 2016, outras cidades foram importantes para Portugal aparecer entre as 10 primeiras do mundo. Entre essas está Guimarães, que ficou entre as cinco mais. Outras, como Coimbra, apresentaram muito crescimento.

Um fator que diferencia Lisboa, que aparece como uma das principais cidades do turismo para negócios no mundo, é o privilégio de ter lugares grandes e centros de congressos que facilitam encontros com muitas pessoas. Ao contrário de Guimarães, os lisboetas contam com um casino. Além de ser algo cultural em Portugal e no mundo, os eles também são palcos de grandes eventos — como acontece na capital.

A expectativa é que a capital portuguesa aumente o número de eventos para os próximos anos, o que naturalmente vai ajudar Portugal a subir ainda mais no ICCA. Há um projecto para Lisboa, talvez, criar um novo centro de congressos, o que serviria para aumentar o fluxo turístico.

Além de Lisboa, Guimarães também está a investir em relação ao turismo. No começo do mês, o município anunciou a intenção de ter um espaço dedicado ao turismo itinerante. O aparcamento especial tem orçamento previsto de €18 mil.

O futuro parece ser promissor para Portugal e Guimarães. Com as cidades portuguesas a se preocupar como turismo e a garantir investimento para seguir em crescimento, estar entre os dez melhores do mundo em um importante ranking é certamente um motivo de orgulho para os lusitanos.

Share.

Comments are closed.