Uso de máscaras obrigatório para comércio, cultura e educação

0

O Governo apresentou as datas para uma reabertura progressiva dos estabelecimentos comerciais e públicos. O uso da máscara comunitária passa a ser obrigatório.

Portugal irá transitar para Estado de Calamidade a partir do próximo dia 3 de maio, com regras e restrições a cumprir. O teletrabalho será obrigatório, aos setores possíveis, até dia 1 de junho.

As datas que ditam a reabertura dos espaços estão divididas entre 15 dias, mas todas elas serão suscetíveis de avaliações regulares de acordo com a evolução da pandemia do Covid-19.

O Estado de Calamidade não conta com um caráter obrigatório, mas salienta algumas regras e preocupações no dia a dia. O Governo apela a um sentido cívico, muito semelhante ao que acontece nos países nórdicos para conseguirmos ultrapassar esta pandemia.

Mas vamos às possíveis aberturas por setores:

CULTURA
4 de maio:
bibliotecas e arquivos;
18 de maio: museus, monumentos, palácios, salas de exposição e galerias de arte;
1 de junho: salas de espetáculos, cinemas, teatros e auditórios – com lugares marcados, lotação reduzida e distanciamento físico adequado;

COMÉRCIO
4 de maio:
pequeno comércio até 200m2, livrarias, stands automóveis;
18 de maio: lojas até 400m2;
1 de junho: centros comerciais e grandes superfícies;

RESTAURAÇÃO
18 de maio:
restaurantes, cafés, pastelarias e esplanadas;

SERVIÇOS PÚBLICOS
4 de maio:
transportes públicos (lotação limitada), finanças, conservatórias;
18 de maio: escolas, creches e centros sociais;
1 de junho: lojas do cidadão, ATLs e pré-escola;

DESPORTO
4 de maio:
prática de desporto individual ao ar livre;
30 de maio: competições profissionais à porta fechada;

Todas as reaberturas são procedidas de várias regras de higiene e distanciamento social.

Share.

Comments are closed.