Regresso da Famel e economia circular fazem abanar o AvePark

0

Por estes dias o AvePark tem sido o epicentro de jovens indústrias criativas e tecnológicas que procuram fomentar processos que ainda estão em fase embrionária. O programa Set.Up (IN)dustry vai continuar.

O AvePark recebeu a sua primeira Demo Day, o arranque desta nova temporada contou com a participação de diversos jovens empreendedores que podem agora aliar as suas ideias às indústrias já existentes na região. O primeiro certame contou também com a participação de Carlos Oliveira, presidente executivo da Fundação José Neves, conhecido vimaranense e CEO da Farfetch.

Um soutien que previne e reduz infeções microbianas; o desenvolvimento de produtos para os pais e para o bebé; um Centro criativo comunitário para fomentar a economia circular; a criação de um babygrow que orienta massagens terapêuticas para o alívio das cólicas dos bebés; um sistema de reaproveitamento de águas residuais para campos de futebol e golfe; a transformação de bolas de ténis e de padel para calçado desportivo e casual; a solução automática de deteção e marcação de defeitos por visão artificial e ainda uma solução têxtil lar com aplicação de um agente natural de repelência sustentável foram algumas das ideias apresentadas no primeiro dia do Set.Up (IN)dustry.

Entre as empresas presentes destacam-se a Famel que está a recriar e adaptar os antigos veículos em elétricos, a B-Mum, a Green Giki, entre muitas outras. O objetivo passa por ligar alguns destes negócios a eventuais industrias já existentes no concelho de Guimarães.

O Set.Up (IN)dustry é um programa colaborativo da Set.Up Guimarães com a experiente TecMinho, da Universidade do Minho. Juntos querem constituir uma nova geração para o desenvolvimento e o crescimento de ideias de negócio, criando a ligação entre novos empreendedores e as indústrias que integram o projeto Guimarães Marca.

Share.

Comments are closed.