O que vai ter Guimarães depois das (re)construções

0

São várias as empreitadas a vigorar na cidade. Entre novos arruamentos, novas vias, novos equipamentos, muitas são as que já se encontram em fase final de construção.

Decidimos listar alguns dos projetos que se encontram em fase de construção com as suas datas previstas de conclusão. Os destaques vão para as principais obras da cidade de Guimarães como o Teatro Jordão, Tunel de Silvares ou Rua da Caldeiroa.

TEATRO JORDÃO / GARAGEM AVENIDA
Depois da decisão de reabilitar um dos mais emblemáticos edificios da cidade, Guimarães vai aqui instalar os cursos da Universidade do Minho de Teatro e Música. Aqui serão também instalados os cerca de 500 alunos da Sociedade Musical de Guimarães. Está prevista também a reintegração das salas de ensaio para as bandas locais e um auditório com cerca de 400 lugares.
Conclusão: Setembro 2021

ZONA DO MERCADONA
Inserido no novo quarteirão que irá nascer no centro da cidade, entre as traseiras do Hotel Guimarães, Avenida D. Afonso Henriques e Rua da Caldeiroa, vai fixar-se um futuro supermercado de média dimensão da cadeia espanhola Mercadona. O equipamento já se encontra a recrutar operacionais que deverão entrar em funções já em setembro do próximo ano.
Conclusão: Setembro 2021

RUA D. JOÃO I
Considerada uma das ruas mais importantes da história da cidade de Guimarães e a porta de entrada da cidade de quem vinha do Porto, a Rua D. João I terá um novo aspeto em 2021. Sem lugares estacionamento e mais espaço pedonal são um belo convite para apreciar esta bela e estreita rua que contem ainda um valioso monumento arquitetónico, o Padrão de D. João I, em frente à pequena capela de S. Lázaro.
Conclusão: Fevereiro 2021

RUA DA CALDEIROA
Já conseguimos perceber o futuro aspeto da futura Rua da Caldeiroa. Terminada a primeira fase, esta rua do centro da cidade vai resolver um dos seus principais problemas, as inundações, e criar uma nova e renovada artéria viária e pedonal de Guimarães.
Conclusão: Janeiro 2021

QUARTEIRÃO D. AFONSO HENRIQUES / CALDEIROA
Apesar da grande limpeza que esta zona sofreu, assim como alisamentos de cotas, o futuro deste quarteirão no centro da cidade ainda não está totalmente traçado. Sabe-se que serão realizadas construções de duas novas ruas e de prédios com um máximo de cinco andares. Aqui será também implementado mais um polo da Universidade do Minho e ainda um Mercadona.
Conclusão: Janeiro 2029

TÚNEL DE SILVARES
Ponto de muito constrangimento em horas de ponta, a rotunda de Silvares vai contar com uma passagem direta à via-rápida de Creixomil por um túnel quem chega das saídas de Guimarães Norte. Com esta obra prevê-se a redução de filas de trânsito em todos os acessos a este ponto crítico de Silvares.
Conclusão: Fevereiro 2021

VARIANTE DE SILVARES
A acompanhar o futuro parque de retail, onde ali perto se encontram espaços como o Leroy Merlin ou Decathlon, vai nascer também uma nova ligação. Com esta obra prevê-se atenuar o fluxo automóvel no eixo Creixomil / Espaço Guimarães com uma passagem por trás da Igreja de Silvares.
Conclusão: Abril 2021

LIGAÇÃO MOURIL / REBOTO
Noutros termos, estaremos a ligar por via viária e ciclável a Decathlon ao Restaurante Carroça. Esta obra está quase concluída e será mais uma ligação possível de se fazer a pé ou de bicicleta devido aos largos passeios existentes.
Conclusão: Dezembro 2020

TORRE DA ALFÂNDEGA
Tinha conclusão prevista para junho de 2021 mas a descoberta de vestígios aquando da sua construção poderá retardar a abertura de um dos miradouros mais ambicionados da cidade de Guimarães. A Torre da Alfândega poderá contar com um atraso de dois a três meses para além da data prevista.
Conclusão: Junho 2021

UNIVERSIDADE DAS NAÇÕES UNIDAS
Obra que está praticamente concluída apenas faltam a instalação dos equipamentos. A Universidade das Nações Unidas nasce ao lado de um já grande polo universitário na zona de Couros e no seio de uma zona em profunda reabilitação.
Conclusão: Dezembro 2020

Share.

Comments are closed.