#LiberdadeEmCasa. Uma revolução de criatividade

0

Há um movimento a surgir em Guimarães para assinalar, de forma criativa, um dos maiores momentos da história mais recente de Portugal, o 25 de Abril de 1974.

É a partir da internet que se quer partilhar e assinalar a data de uma das mais importantes revoluções nacionais de todos os tempos. O 25 de Abril de 1974 libertou Portugal de uma ditadura de quase 50 anos das mãos de Óscar Carmona, António O. Salazar e Marcelo Caetano. Este movimento que pôs fim ao fascismo ficou conhecido como a “Revolução dos Cravos”.

A data é assinalada todos os anos um pouco por todo o país com os cravos vermelhos, o símbolo mais representativo, a difundirem-se pelas ruas, portas, janelas, pontes e praças. 46 anos volvidos do Dia da Liberdade, Guimarães quer mostrar que tantos anos de censura e opressão não foram em vão, e mesmo com uma pandemia a decorrer, o 25 de Abril faz mais sentido que nunca.

Daí o FreePass juntar-se ao movimento apoiado também pelo Município de Guimarães e contribuir para a efeméride com uma publicação com a hashtag #LiberdadeEmCasa. Neste dia iremos circular pela cidade e registar as janelas e portas que estiverem com o vermelho vivo do 25 de Abril de 1974.

GUIMARÃES ASSINALA A DATA COM DOIS MOMENTOS ONLINE
Outrora foi a rádio a difundir os movimentos das forças armadas para o golpe de estado que culminaria na queda da ditadura. Hoje em dia, temos a internet que fará o mesmo papel, há mesma hora, 00:20, e irá transmitir a Grandôla Vila Morena, de José Afonso, interpretada pela Banda Musical de Pevidém e Coros de Guimarães.

No dia seguinte, o Dia da Liberdade, haverá outro momento com o coletivo da Astronauta às 17:00. Um espetáculo sem público presencial que já estava programado e que vai adotar todas as medidas de higiene e segurança impostas pela DGS e OMS.

Share.

Comments are closed.