Guimarães com nova zona urbana e um Mercadona incluído

0

Será uma das grandes intervenções de Guimarães desde os tempos de 2012 e vai urbanizar uma grande parte da baixa da cidade assim como da Avenida D. Afonso Henriques.

Está aprovada a nova grande empreitada no interior do quarteirão da Avenida D. Afonso Henriques (lado do antigo Bingo), Rua da Caldeiroa e Rua do Colégio Militar. Em Assembleia Municipal o projeto que une interesses privados e públicos foi aprovado com sucesso e espera-se que haja data para o início das obras.

O complexo habitacional deverá contar com mais de 600 fogos, havendo ainda espaço para escritórios e lojas, em edifícios que não deverão ultrapassar os seis andares de altura. Zonas ajardinadas e parques de lazer estão também asseguradas pela mentores do projeto numa área superior a 66 mil metros quadrados.

Com este novo empreendimento haverá ainda novas ruas e acessos de modo a atenuar o impacto automóvel no centro da cidade. A aposta verde da autarquia está também garantida com novas Ecovias a ligar às ligações já existentes.

MERCADONA CONTINUA APOSTA EM PORTUGAL E JÁ TEM SITIO NO BERÇO
A cadeia de supermercados espanhola já tem o tão desejado espaço na cidade de Guimarães. O local será na esquina ao lado da Fábrica Herlculano & Pimenta, pouco depois do Hotel Guimarães e antes da Midouro (antiga Pavico).

Graças a esta entrada da Irmãdona, detentora da cadeia Mercadona, foi possível à família Herculano concretizar todo o empreendimento que ainda não tem data de início para as obras.

ANTIGA FÁBRICA DO ARQUINHO PASSA PARA AS MÃOS DA CÂMARA
Nesta operação a autarquia vimaranense garantiu também o complexo da antiga Fábrica do Arquinho, na Rua da Caldeiroa, pelo valor de 1,5M€.

A instalação de um curso da Universidade do Minho, o de Engenharia Aeroespacial, algo já conversado entre a autarquia e a academia minhota poderá ser uma das soluções para a utilidade deste complexo. Excluída está já a hipótese de ficar destinada à tão desejada Loja do Cidadão.

Share.

Comments are closed.