Guimarães adapta eventos à pandemia mundial

0

O Bafo, mais uma vez, revela em primeira mão o que Guimarães pretende realizar quando a pandemia do Covid-19 terminar.

Feira Afonsina, Guimarães Jazz, Noite Branca ou Vai-m’à Banda preparam-se para adaptarem os seus nomes a pandemias que abalaram o mundo desde que o conhecemos. Esta medida estará em vigor durante o ano de 2020.

Abaixo seguem-se as alterações a cada um dos eventos. Vejamos como ficam ou que alterações estão previstas para cada um deles.

FEIRA AFONSINA: A PESTE NEGRA
Tinha como tema “A Mulher na Idade Média”, mas as circunstâncias atuais fizeram com que o propósito deste evento fosse alterado para algo mais específico e dedicado a um ano com semelhante epidemia.

VAI-M’À VENDA
Outrora chamado de Vai-m’à Banda, o festival que prometia levar bandas aos tascos da cidade, vai continuar a fazê-lo, só que com vendas na boca e nariz. O festival continuará a ter entrada gratuita, estando as vendas disponíveis por um valor de 3€.

NOITE BRANCA
A edição de 2020 da Noite Branca também terá novidades. Um dress code será obrigatoriamente exigido a todos os participantes com batas brancas que foram usadas no combate ao Covid-19.

GUIMARÃES NOC NOC
Também a organização do Guimarães noc noc fará algumas alterações ao seu evento em 2020. Apenas serão aceites artistas cuja arte envolva qualquer epidemia que o planeta Terra tenha vivido. Vale da Bubónica ao mais recente Corona Vírus.

FESTAS GUALTERIANAS
São as maiores festas da cidade e também serão adaptadas às atuais circunstâncias. Os carros alegóricos terão como tema o “Corona Vírus” e todas as atividades serão envolvidas com plástico transparente. Desde a Feira de Artesanato ao palco dos concertos, a Plataforma das Artes.

L’AGOSTO
O festival vai receber algumas alterações ao seu modelo de atuação. Os bilhetes serão gratuitos a todos os que se encontrarem com febre e terá como principal patrocinador a cerveja Corona.

GUIMARÃES JAZZ
Quase a completar 30 anos de existência, o festival vê a necessidade de manter o bom registo dos últimos anos. Contudo, apenas serão convocados músicos que estiveram envolvidos com alguma das epidemias dos últimos 150 anos (e olhem que há artistas que quase viveram esses anos).

FESTAS NICOLINAS
Será a celebração maior que Guimarães já viu. Haverá Macieira gratuita também para quem apresentar sintomas de viroses (qualquer uma delas), pois a marca licorosa portuguesa afirma que a sua bebida queima tudo que aparece à frente.

Todas as notícias publicadas n”O Bafo” poderão ou não ser verdadeiras. Se calhar são. Ou não.

Share.

Comments are closed.