8 locais para ver arte urbana em Guimarães

0

Instalações de arte urbana estão a invadir Guimarães. Os projetos foram todos eles acolhidos pelas convocatórias do Município de Guimarães como o IMPACTA, des-CONFI(n)AR, Bairro C, entre outros.

A arte está a sair para a rua em Guimarães com várias obras e instalações nas paredes e passagens da cidade. O público pode visitar e observar estas obras sem ter de entrar em nenhum espaço privado e sem ter que pagar bilhete.

CIRCUS NETWORK: CONTRA & DRAW
Os artistas urbanos Contra e Draw criaram este mural de 18 metros com diferentes materiais. Tintas, madeira e luz fazem desta criação uma das mais visitadas do “novo” Bairro C.

CIRCUS NETWORK: OKER
Também com o carimbo da Circus Network, Oker foi desafiado a reciclar um velho transformador elétrico em algo que desse mais vida e cor a quem passa por ali. O resultado está à vista num bonito passeio pelo Bairro C.

AMAR O MINHO: MÓNICA MINDELIS
Numa parceria entre várias autarquias da região norte de Portugal e a empresa DST, Guimarães acolheu a artista luso-brasileira Mónica Mindelis para colorir uma esquecida passagem pedonal no centro da cidade. Esta criação foi inspirada no trabalho do artista José de Guimarães, que habita o museu ali ao lado, o CIAJG.

URBAN LIGHT GARDEN
Apesar deste jardim luminoso já não se encontrar totalmente disposto, é certo que esta instalação veio destacar uma antiga passagem pedonal algo esquecida pelos vimaranenses. Em pouco mais de um mês, este espaço foi percorrido por milhares de pessoas, algo impensável há uns tempos atrás.

TRAVE: LIMITES
O coletivo Trave apresentou-se à cidade com uma proposta interessante sobre o distanciamento social, algo muito em voga devido à pandemia do Covid-19. Neste largo, em frente ao edifício do Município de Guimarães, podemos ver as marcações com espelhos apontados para o ar.

TRAVE: LIMITES
Numa outra perspetiva a Trave foi para o Largo Condessa do Junta, conhecido também pela Feira do Pão, iluminar o chão e fazer perceber que os limites podem ser transponíveis com a mais pequena força do vento. A instalação funciona melhor da parte da noite.

A EVIDÊNCIA DO BANAL + ANOTHER OBJECT DISFORM
A praça coberta do Centro Cultural Vila Flor vai passar a receber instalações ao longo dos tempos. Também a grande fachada envidraçada trará, regularmente, artistas nacionais a explorarem este grande mural do centro cultural vimaranense. Neste momento as duas obras pertencem ao coletivo berru e a Nelson Duarte.

OBSERVATÓRIO NATURAL
Numa parceria com a Fundação de Serralves, os jardins do Centro Cultural Vila Flor estão a acolher uma exposição sobre a fauna e flora local ao ar livre. Um trabalho do fotógrafo Jorge Sarmento.

Share.

Leave A Reply